Unisul propõe redução de salários

A delicada situação financeira da Unisul começa a preocupar muito as lideranças políticas da cidade. Comentada há muito tempo, a crise na universidade dá sinais de ser grave. No sábado o Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Tubarão (Sinpaaet), que congrega os trabalhadores da rede privada, se reúne para debater uma proposta de redução salarial com diminuição da jornada de trabalho, uma possibilidade aberta pela Reforma Trabalhista capitaneada por Michel Temer. Será, sem dúvida alguma, um debate acalorado.

Reflexos

A crise na Unisul é um assunto que vai muito além dos muros da instituição. A universidade talvez seja o maior motor de desenvolvimento da cidade e, por consequência, da região. Está diretamente ligada à saúde econômica do Município, pelos empregos diretos que gera, pelas empresas que gravitam no seu entorno e por trazer perspectiva de formação acadêmica aos seus cidadãos. O desenvolvimento da inovação tecnológica como vocação econômica da região passa, evidentemente, pela vitalidade da Unisul. O assunto torna-se, então, amplo e de interesse público – até porque trata-se, é bom lembrar, de uma fundação municipal. Contactada no fim da tarde de ontem, a assessoria de imprensa da Unisul não retornou até o fechamento desta edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *