Um grande acordo nacional

Tenho posições políticas conhecidas. Entendo que o julgamento ao qual o ex-presidente Lula está sendo submetido é um processo tomado pela sombra política muito bem resumida em um áudio do senador Romero Jucá, para “estancar a sangria”, “delimitar onde está” e criar “um grande acordo nacional. Com o Supremo com tudo”. O governo Lula cometeu grandes erros, mas todas as acusações que ele carrega são compartilhadas com seus antecessores e muitos governadores Brasil afora. Muitos gozam da mais absoluta distância de qualquer ação, a começar pelo senador Aécio Neves. Não posso considerar justo um processo direcionado desta forma. Justiça seria Lula ser julgado em igualdade de condições em relação a tantas outras pessoas que foram acusadas de tanto ou mais.

Com o Supremo, com tudo

Esse tratamento distinto, vale lembrar, se dá justamente no momento em que seu grupo político despontava com favoritismo para, pela quinta vez consecutiva, vencer a eleição para a presidência da República. Mesmo depois de um processo de tomada de poder alheio Ao resultado das eleições, justamente o começo do que Jucá classificou como “um grande acordo nacional”. Lula provavelmente será preso, os seus opositores que tiveram tratamento benevolente da Justiça terão condições privilegiadas de vencer a eleição de outubro e talvez o ciclo idealizado se conclua. Com o Supremo, com tudo.

Deixe uma resposta