TSE confirma: Jorginho Mello tomará posse como senador

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou a validade do registro de candidatura do senador eleito Jorginho Mello (PR), que tinha como suplentes Ivete da Silveira (MDB) e Beto Martins (PSDB). O TSE entendeu que a filiação de Beto Martins ao PSDB se deu dentro do prazo legal.

O resultado já era mais que esperado e acaba com as especulações de que Lucas Esmeraldino (PSL) poderia herdar a vaga,

Confira o comunicado oficial emitido por Jorginho Mello:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou o registro de candidatura de Beto Martins, segundo suplente na chapa de Jorginho Mello ao Senado Federal. O julgamento ocorreu nesta terça-feira (27) e teve o resultado foi de 7 x 0 a favor de Beto Martins.

Durante a eleição, candidatos adversários entraram com pedido de indeferimento da candidatura de Beto Martins por, supostamente, ter se filiado fora do prazo mínimo de seis antes das eleições.

O candidato comprovou que se filiou em 6 de janeiro de 2018, com apresentação da cópia da filiação partidária, cópia de petição endereçada à Justiça Eleitoral de Imbituba pedindo a alteração da data de filiação no sistema, além de matérias jornalísticas com ampla repercussão de sua migração para o PSDB já em janeiro.

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina e o ministro Ademar Gonzaga, do TSE, mantiveram o registro de candidatura de Martins, mas os adversários de campanha recorreram. A diplomação da chapa, composto por Jorginho Mello, Ivete Appel da Silveira e Beto Martins, será no dia 18 de dezembro, em Florianópolis, junto com os outros eleitos no pleito de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *