Sinal verde para o DEM

A confirmação, vinda da Câmara dos Deputados, de que as coligações proporcionais poderão ser realizadas nas eleições do ano que vem foi o sinal verde para que o processo de reestruturação do DEM fosse iniciado. Explica-se: se as coligações fossem vetadas já em 2018, o partido precisaria viabilizar uma chapa inteira. Sem essa restrição, poderá ter menos candidatos e completar a relação com nomes de partidos com os quais se coligue. O ex-prefeito de Laguna Everaldo dos Santos, que não teve seu nome indicado pelo PMDB para concorrer à reeleição, está sendo assediado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *