Sentença determinou que Tomé fosse reformado, não fechado

A Ação Civil Pública movida contra o governo do Estado foi usada como argumento para o fechamento da Escola Tomé Machado Vieira, em Oficinas. É um argumento muito discutível, para dizer o mínimo.

A sentença, que pode ser lida aqui, não fala em fechamento da escola. Não dá alternativas ao governo do Estado além de realizar a reforma necessária no espaço.

Vale destacar que muitos dos problemas elencados quando a ação foi proposta, em 2013, já estão solucionados. Com participação da APP e da Associação de Moradores.

A decisão judicial está sendo cumprida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *