Sem Joaquim Barbosa, não existe Centro

Os conceitos de direita e esquerda são naturalmente discutidos, mas havia uma entre as quase 20 pré-candidaturas presidenciais postas que não poderia ser classificada em um lado ou outro. Não existe mais, pois Joaquim Barbosa (PSB) anunciou nesta semana que não concorrerá. Sai de cena sem ter entrado. Sem ter dito o que acha dos pontos-chave do debate nacional do momento: Reforma Trabalhista, Reforma da Previdência, privatizações, planos para conter o avanço da miséria e do desemprego. Restaram apenas os candidatos de direita e esquerda, em maior ou menor intensidade.

Direita e esquerda

A literatura política moderna aponta que os campos de direita têm tendência liberal na economia e conservadora nos costumes; os de direita tendem a defender participação maior do Estado na economia e propostas mais progressistas no campo dos costumes. Sendo assim, não dá pra definir partidos como PP e PSD, oriundos da Arena, como partidos de centro. Apenas como estratégia de marketing eleitoral.

Deixe uma resposta