Sem João Rodrigues, Edinho pode voltar à Câmara

A prisão do deputado federal João Rodrigues (PSD) é a bomba política dos últimos meses no cenário político catarinense e traz efeitos diretos para o cenário local. Além de levantar a possibilidade de o vice-prefeito de Tubarão Caio Tokarski participar da eleição, traz a real possibilidade de Edinho Bez retomar uma cadeira na Câmara dos Deputados, e sem precisar de qualquer manobra política para isso. Edinho é o primeiro suplente da coligação formada entre PMDB, PSD e partidos menores nas eleições de 2014, que conquistou oito cadeiras. Em caso de ausência de qualquer um destes oito titulares, ele é o primeiro a ser convocado. Edinho se prepara para tomar posse em abril, acreditando que César Souza (PSD) assumirá a secretaria de Estado de Assuntos Estratégicos em substituição a seu filho César Souza Júnior, que pretende concorrer a mais um mandato de deputado estadual. Essa possibilidade, porém, depende de um acerto político que faça César Souza não concorrer a cargo algum. Se João Rodrigues for afastado temporária ou definitivamente de seu mandato – sua defesa já anunciou que buscará que ele exerça a função de dia e durma na prisão -, Edinho pode assumir antes do que imaginava, e sem depender da anuência de ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *