República de Tubarão não pautou Ceasa, que acabou interditado

A unidade de Tubarão do Centro de Abastecimento de Santa Catarina (Ceasa) está com sua estrutura física absolutamente comprometida desde outubro de 2016, quando um vendaval atingiu a cidade. O estrago na cobertura é visível de longe. Esta semana, foi interditado pela Defesa Civil, por conta do risco de desabamento.

Passaram-se mais de dois anos sem que o assunto fosse conduzido politicamente. Não se pode colocar essa fatura no colo do atual governo do Estado, que tomou posse há menos de quatro meses e ainda está, claro, tentando organizar as demandas reprimidas.

Mas a representação política da região jamais priorizou o caso, mesmo com os graves problemas que ele trouxe à nossa agricultura familiar. O projeto de reforma se perdeu na burocracia. Novos e antigos deputados e secretários precisam pautar esse assunto, como fazem os representantes das outras regiões.

O Ceasa de Tubarão está de pernas para o ar há dois anos e acabou sendo tristemente esquecido pela classe política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *