Reforma administrativa e as disputas internas

Dos quatro candidatos a prefeito de Tubarão na eleição do ano passado, dois concorriam defendendo a bandeira da chapa pura. Um deles, o então prefeito da ocasião. Considerando a sonora vitória de Joares Ponticelli, crê-se que a população optou por uma chapa que trazia consigo um grande grupo político para dividir a administração.

Essa grandeza do grupo é expressa na composição de sua coligação: PP/PSD/PSB/PPS/DEM/PRB/PCdoB. E isso inevitavelmente desemboca em disputas internas ácidas pelos principais postos do governo.

Essa disputa evidentemente é a razão de o texto da prometida reforma administrativa ter tanta dificuldade de sair do forno. Falou-se em enviar à Câmara de Vereadores ainda no governo Olavio, depois falou-se em logo depois da posse, passamos a meados de janeiro e já há sinais de que a matéria será apreciada pelos legisladores apenas depois do início das sessões ordinárias, no início de fevereiro.

Conciliar corte de gastos e atendimento de aliados não é simples.

Deixe uma resposta