PMDB requer vaga “temporária” na Mesa Diretora

A bancada do PMDB na Câmara de Vereadores de Tubarão requisitou formalmente uma vaga na Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Tubarão.

Como já havia sido comentado aqui, abriu-se uma vaga na Mesa com a licença do vereador Alexandre Moraes, que acumula o comando das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Urbanismo, Mobilidade e Planejamento.

Alexandre segue sendo o primeiro vice-presidente da Câmara até o começo de agosto, quando sua licença completará 180 dias. Aí haverá a vacância do cargo, o segundo vice-presidente Jairo Cascaes (PSD) sobe um degrau e será necessária uma eleição para definir o novo segundo vice, que completará o mandato.

Se Alexandre retornar à Câmara antes disso, claro, tudo vai por água abaixo.

Até agosto, porém, o presidente Pepê Collaço (PP) pode convidar algum vereador para ocupar as funções e sentar-se à Mesa.

Quem anda ocupando a cadeira nas últimas sessões, quando vai à sessão, é Eza Zabot (PSD), que assumiu a vaga de Alexandre na Câmara. Na de ontem ela não compareceu.

Em requerimento apresentado semana passada, a bancada do PMDB solicitou a indicação de um de seus membros.

Vale destacar que o PMDB foi o único partido a não ter representação na Mesa Diretora nos dois biênios.

Deixe uma resposta