Partidos vivem disputas por candidaturas ao governo

A disputa pelo governo de Santa Catarina ainda está longe de ter uma definição clara. Quase todos os partidos que terão participação significativa do processo ainda estão envoltos com suas próprias disputas internas quanto à definição de nomes para a chapa majoritária e também para a definição das alianças que serão praticadas, inclusive com olhos ao contexto nacional. O PSD vive a turbulência da volta formal à disputa do deputado federal João Rodrigues, desafiando a hegemonia de Gelson Merísio – sendo que João representa a ala do partido mais propensa a manter a aliança atual e Merísio é mais chegado ao PP. No PMDB, Mauro Mariani também já posou de único nome, mas o prefeito de Joinville Udo Döhler parece ser bem visto justamente por quem quer João Rodrigues como seu vice. Os partidos que pretendem disputar a presidência da República têm seus nomes mais cristalinos – Paulo Bauer no PSDB e Décio Lima no PT –, mas o fato de requerer o apoio no cenário nacional naturalmente os faz ter que pensar em abrir mão da cabeça de chapa. E temos ainda o PP, que também parecia pacificado sob a liderança de Silvio Dreveck e sua aproximação com Merísio, mas vive discussões quanto á viabilidade eleitoral de Esperidião Amin. Portanto, as eleições começam ainda dentro das instâncias partidárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *