Os Pedágios do Bolsonaro vêm aí

Os Pedágios do Bolsonaro vêm aí. Os protestos foram muitos. No entanto, o governo federal não deu a menor bola para a população. A instalação das quatro praças de pedágio no trecho sul da BR-101 já tem data para virar realidade: o leilão para a concessão ocorre em 21 de fevereiro. Portanto, saberemos o valor que será cobrado nas praças. Sabe-se que a preocupação da gestão não é que o valor seja acessível.

Evidentemente o tema racha a base bolsonarista, que defendia uma política liberal até a campanha.

O governo chegou a debochar da audiência pública realizada em Tubarão, lançando o edital da concessão na véspera do evento. Certamente com o intuito de esvaziá-lo. Não adiantou, mas nada foi alterado.

A Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) anunciou o ingresso de uma ação judicial buscando a suspensão do edital. É uma jogada meramente simbólica, em que os prefeitos vão sinalizar contrariedade ao modelo adotado. O momento de debater passou.

Nas audiências públicas realizadas no final de 2008, quando Bolsonaro já estava eleito mas ainda não havia tomado posse, pouco se debateu. Bateu-se palma a quase tudo que foi dito. Agora é tarde.

Não adianta defender que seja aplicado o modelo do trecho Norte, cuja concessão aconteceu ainda durante o governo Lula. A gestão de Bolsonaro quer mais praças e, possivelmente, com valores mais altos.

Os Pedágios do Bolsonaro vêm aí e as lideranças se calam

Enquanto o processo anda de maneira acelerada, a região Sul se ressente de manifestação de seus representantes. Temos, como nunca, deputados estaduais, federais, secretários de Estado e até mesmo o governador. Mesmo sendo assunto de responsabilidade do governo federal, é papel das lideranças representar a população.

O silêncio faz parecer que Jair Bolsonaro ainda está em campanha eleitoral. Ou que já está em campanha eleitoral. Nenhum deles, porém, nos apresentou a proposta de implementar quatro praças quando pedia votos. E agora?

A saber: o modelo de quatro praças foi idealizado pelo governo de Jair Bolsonaro, que mudou a lógica implementada na gestão de Lula no trecho Norte.

Aumentar o valor da cobrança é a política pública do novo governo.

Um comentário em “Os Pedágios do Bolsonaro vêm aí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar