O fantasma do ISS

A possibilidade de ter que pagar os cerca de R$ 50 milhões devidos aos bancos graças à cobrança indevida de ISS sobre as operações financeiras de leasing é um fantasma que assombra todos que passam pela cadeira de prefeito de Tubarão – em outras cidades também, mas aqui a pressão muito mais violenta. O prefeito Joares Ponticelli, justamente por representar a cidade mais ameaçada, tomou a frente e tornou-se uma espécie de líder dos municípios nessa condição e ontem esteve com o governador Raimundo Colombo e vários deputados estaduais. Hoje é dia de conversar com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Torres Marques, para dar continuidade a esse movimento liderado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *