O balanço do cenário eleitoral em Santa Catarina

Uma leitura pelos principais jornais regionais do Estado traz um quebra-cabeça do que deverá ser a disputa eleitoral deste ano em Santa Catarina. A chapa encabeçada por PP, PSD e PSB teria desistido de esperar a definição do PSDB, até porque parece não estar disposta a ceder a cabeça-de-chapa a Paulo Bauer. Já se fala em escalação definitiva, com Gelson Merisio (PSD) concorrendo ao governo, o vereador de Joinville Ninfo Konig (PSB) para vice e os ex-governadores Esperidião Amin (PP) e Raimundo Colombo (PSD) buscando cadeiras ao Senado. O PT provavelmente vai com chapa pura, para dar sustentação à candidatura presidencial do partido. O deputado federal Décio Lima deve ser o candidato a governador, com a ex-senadora Ideli Salvatti cotada para ocupar a vice e o ex-desembargador tubaronense Lédio Rosa de Andrade devendo ir ao Senado – a segunda vaga pode ser ocupada por algum representante de outro partido que eventualmente firme coligação com os petistas, provavelmente no campo da esquerda. O cenário mais incerto parece ser o do PMDB, já que o deputado federal Mauro Mariani tem dado demonstrações públicas de que não pretende abrir mão de concorrer ao governo e apoiar o agora governador Eduardo Pinho Moreira. O ex-governador Paulo Afonso e o deputado federal Valdir Colatto apresentaram-se para serem candidatos a senador. O PSDB, por sua vez, tem um candidato a governador, o senador Paulo Bauer; e um a vice ou senador, o ex-prefeito de Blumenau Paulo Bauer. O excesso de nomes dificulta um casamento entre PMDB e PSDB.

Lédio ao Senado

O ex-desembargador tubaronense Lédio Rosa de Andrade deve mesmo ser candidato a senador, em entendimento com o presidente estadual do PT Décio Lima, que deve buscar o governo do Estado. O entendimento é de que Lédio pode se tornar o grande fato novo de uma eleição dominada por políticos tradicionais, sendo que há duas cadeiras em disputa para o Senado e cada eleitor poderá dar seu voto a dois candidatos. Seriam dois candidatos tubaronenses ao cargo, já que o vereador Lucas Esmeraldino (PSL) também é pré-candidato.

Deixe uma resposta