Na Band, Lucas indica que está mesmo fora do PSDB

O vereador Lucas Esmeraldino deixou claro, em entrevista a Matheus Aguiar na Rádio Bandeirantes ontem, que definirá formalmente a sua saída do PSDB até o fim de fevereiro. Até poucos meses atrás pré-candidato a deputado estadual pelos tucanos, o parlamentar agora pretende concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados, provavelmente pelo PSB, partido comandado no Estado pelo ex-deputado federal Paulo Bornhausen.

Cabo eleitoral

Lucas atribuiu ao seu trabalho o fato de Paulo Bornhausen ter sido o candidato ao Senado mais votado em Tubarão em 2014 – conquistou 21 mil votos, contra 18 mil de Dário Berger (PMDB), que acabou sendo eleito.

Afinidade com Bolsonaro

Lucas deixou claro que só não definiu ainda a sua filiação ao PSB porque ainda considera o convite para alistar-se junto ao PSL, partido assumido pelo deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência da República com discurso de extrema direita.

Insatisfação com o PSDB

Lucas também disse que o PSDB não permite o seu crescimento político e deixou claro que sua insatisfação é com o diretório municipal. Alegou que, mesmo tendo sido o vereador mais votado da sigla nas duas últimas eleições, não teve as oportunidades que esperava. “Eles até querem que eu seja candidato a deputado. Mas não querem que eu ganhe. Permitem que um deputado de Criciúma entre na cidade e procuram outras lideranças da região serem candidatos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *