MP pedirá explicações ao Estado por fechamento do Tomé

Um grupo de pais de alunos que estudavam na Escola Tomé Machado Vieira, em Tubarão, foi recebido na sexta-feira (14) pelo promotor da Infância e Juventude Osvaldo Cioffi Júnior. O assunto, claro, é o fechamento da escola, justificado por uma Ação Civil Pública movida justamente pelo promotor.

Os pais manifestaram que o governo do Estado não providenciou a matrícula dos alunos em outras instituições e o transporte escolar.

Os próprios pais precisaram procurar novos colégios e se responsabilizar pela condução.

O Ministério Público destacou que a decisão de manter a escola aberta cabe apenas ao governo do Estado, mas solicitou esclarecimentos sobre as queixas dos pais.

Os alunos que estavam matriculados no Tomé iniciaram o ano letivo em quatro escolas diferentes: Senador Benjamin Francisco Gallotti, Aderbal Ramos da Silva, Lino Pessoa e Arino Bressan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar