Migração dos servidores é aprovada por 9 x 6

O projeto de lei que prevê a migração dos servidores públicos municipais do regime celetista para o regime estatutário foi aprovado agora, sete horas após o início da sessão. O destaque foi para o vereador Zaga Reis (PP), que se absteve de votar. Foram nove votos favoráveis, seis contrários, uma abstenção e uma ausência.

O projeto sofreu algumas emendas. A mais significativa estabelece o prazo de 15 dias para que o Poder Executivo nomeie a comissão, com representação do Executivo e dos servidores, para discutir um plano de previdência própria que venha a complementar os vencimentos dos servidores quando estes se aposentarem.

9 votos favoráveis

Pepê Collaço (PP)

Gelson Bento (PP)

Moisés Nunes (PP)

Alexandre Moraes (PSD)

Jairo Cascaes (PSD)

Dalton Marcon (PSD)

Xandão (PSDB)

Lucas Esmeraldino (PSDB)

Maurício da Silva (PPS)

 

 

6 votos contrários

José Luiz Tancredo (PSDB)

Cascão (PMDB)

Douglas Antunes (PMDB)

Socadinho (PMDB)

Lico (PP)

Professor Paulão (PT)

 

1 abstenção

Zaga Reis (PP)

 

1 ausência

João Fernandes (PSDB)

 

Deixe uma resposta