Maurício fala de “aventuras” que endividaram a prefeitura: ISS, fundações e precatórios

Na sessão de segunda-feira da Câmara, o vereador Maurício da Silva (PPS) abordou o tamanho da dívida de Tubarão.

Ele relaciona algumas “aventuras”:

  • R$ 60 milhões da cobrança de ISS das operações de leasing dos bancos, realizada no governo Stüpp. A Justiça concedeu liminares atestando que o Município poderia fazer a cobrança. O dinheiro foi gasto e, quando a decisão foi revertida em instâncias superiores, o valor já havia sido gasto.
  • R$ 30 milhões da criação das fundações municipais de Educação, Saúde, Assistência Social e Cultura e Esporte, no governo Manoel Bertoncini. Alegou-se, à época, que as fundações seriam isentas de pagamento de certos tributos. Anos depois a conta chegou.
  • R$ 40 milhões em precatórios, especialmente de dívidas trabalhistas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *