Manifestação em Tubarão pela Educação

A manifestação em Tubarão pela Educação foi gigante. As palavras de menosprezo do presidente Jair Bolsonaro são, portanto, muito preocupantes. Elas ofenderam sobretudo milhões de pessoas que foram às ruas em todo o Brasil. Bolsonaro demonstrou, assim, desconexão com o que acontece à sua volta.

O corte, vale lembrar, pode acertar em cheio o IFSC de Tubarão.

Manifestação liderada por estudantes

O protesto foi além do corte de gastos nas universidades e institutos federais e na educação básica. Foi ainda uma reação ao deboche do ministro Abraham Weintraub. Ele deixou claro que estava, enfim, colocando posições ideológicas à frente da restrição orçamentária. A manifestação em Tubarão pela Educação foi suprapartidária e principalmente liderada por estudantes.

A estabilidade do País depende, entre muitas outras coisas, de que o governo federal entenda a liberdade de expressão. De quem está diante do abismo da restrição do acesso ao ensino superior e profissionalizante. E o que é mais assustador: por decisão deliberada do governo. Afirmando publicamente que o ensino superior deve estar restrito, antes de mais nada, a uma “elite intelectual”.

Provavelmente vem mais por aí e negar a grandeza de protestos não costuma ser saudável aos mandatos presidenciais na história brasileira.

Manifestação pela Educação em Laguna

Em Laguna, estudantes da Udesc organizaram o ato, que teve cartazes com frases como: “A Udesc também é nossa” e “Alunos também precisam ser ouvidos”. O ato foi contra os cortes de 10% no duodécimo da universidade, propostos pelo governo estadual. A manifestação foi realizada na sede da Udesc, e também teve passeata e panfletagem no Centro Histórico.

Segundo os estudantes, o principal reflexo do corte será nos projetos de extensão. Aproximadamente 120 pessoas participaram do protesto. Dois abaixo-assinados também foram feitos, um contra os cortes na Educação e outro contra a reforma da previdência proposta pelo governo federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *