Justiça nega ônibus em Criciúma

Justiça nega ônibus em Criciúma.

A Justiça negou um pedido das concessionárias de transporte público de Criciúma para retomar o trabalho. O juiz Pedro Aujor, da Vara da Fazenda Pública, negou com efeito a liminar solicitada pela ZTL. A justificativa foi, claro, os efeitos da pandemia do Covid-19.

A negativa surge dias depois de ser cogitada a possibilidade de o transporte público ser retomado na cidade através de decreto do prefeito Clésio Salvaro. A liberação oficial, no entanto, não aconteceu.

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar