Julgamento de João Rodrigues é adiado novamente

O julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) do recurso apresentado pelo deputado federal João Rodrigues (PSD) voltou a ser adiado, a exemplo do que aconteceu na semana passada.

O motivo também foi o mesmo de semana passada: ausência de alguns ministros. O relator do caso é o ministro Gilmar Mendes.

João Rodrigues foi condenado pela aquisição irregular de uma máquina rural quando era prefeito em exercício de Pinhalzinho, em 1999. Chegou a cumprir pena em regime fechado, embora tenha sido condenado no semiaberto. Obteve um habeas corpus e registrou candidatura a deputado federal, ultrapassando a marca de 67 mil votos. Se seus votos forem validados, poderá tomar posse.

Seu registro de candidatura foi indeferido pelo TRE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *