fbpx

Indicação encaminhada

José Nei Ascari está mesmo próximo de ser indicado ao posto de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Prefeito de Grão-Pará por dois mandatos (de 1993 a 1996 e de 2001 a 2004) e deputado estadual desde 2011, José Nei Alberton Ascari foi ainda secretário de Estado da Administração e chefe de gabinete de Júlio Garcia na Assembleia Legislativa, a quem sucedeu quando da indicação ao TCE. Aos 49 anos, deve renunciar ao mandato para ingressar justamente com a vaga que se abrirá com a renúncia de Júlio, que pretenderia retornar à vida partidária aos 67 anos – oito antes de ter que deixar o TCE compulsoriamente, por força da idade. Zé Nei assumirá o posto com a perspectiva de permanecer por 26 anos. A sequência de fatos será deflagrada em breve: Júlio Garcia renunciará, a vacância será declarada e o governador indicará um novo conselheiro, sabatinado e apreciado pela Assembleia Legislativa. A maioria governista permite que esse processo seja meramente protocolar.

Conjuntura

O plano de Júlio Garcia é de concorrer novamente a uma vaga na Assembleia Legislativa, reassumindo o espaço um dia deixado a Zé Nei. Uma candidatura a cargo majoritário não é vista como possibilidade real, ao menos agora. Quando confirmada, a renúncia de Zé Nei garantirá a Fernando Coruja (PMDB) o direito de tornar-se titular e não precisar deixar o mandato em abril, quando os secretários se desincompatibilizam dos cargos comissionados e retornam aos mandatos eletivos, desalojando os suplentes.

Gabinete

Em contrapartida, até lá mais um suplente ganha o direito de tornar-se deputado. O próximo da lista é o apresentador de programas policiais de TV Roberto Salum (candidato pelo PSD e hoje no PRB). Poderá haver acordo para que Salum mantenha em seu gabinete alguns dos atuais assessores de Zé Nei.

Regional de Saúde

Representante do deputado em Tubarão, Everson Martins será nomeado na Gerência Regional de Saúde, hoje ocupada pelo médico Vicente Corrêa Costa, candidato do PSD à prefeitura de Capivari de Baixo em 2018. A informação foi dada por Dura, comentarista politico da Rádio Bandeirantes.

Atualização: O nome de Everson foi erroneamente publicado como Everson Guimarães, depois alterado para Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *