Financiamento pode render R$ 160 milhões em obras

O prefeito de Tubarão Joares Ponticelli reuniu a imprensa na tarde de sexta-feira para anunciar os resultados da visita ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. É um trajeto complexo e ousado: o financiamento precisa ser aprovado não apenas pela Câmara de Vereadores, mas também pelo Senado Federal – o atalho seria pela Comissão de Assuntos Econômicos, presidida pelo catarinense Dário Berger (MDB). O valor solicitado é de US$ 40 milhões (cerca de R$ 160 milhões pela cotação de hoje) e o pagamento começaria a acontecer cinco anos após a formalização do financiamento, prevista para junho de 2019 – talvez até já com outro prefeito. Se virar realidade, o recurso financiará muitas obras de mobilidade urbana: revitalização das ruas Visconde de Barbacena, Teodoto Tonon e São João, pavimentação da rua Annes Gualberto e rua Tenente João Luiz Maus, conclusão do Parque Linear, continuação da avenida Pedro Zapelini, revitalização da antiga estação rodoviária e a colocação de taludes de contenção em dois pontos do rio Tubarão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar