Filiação de Edi ao PSB alteraria quadro político para 2018 e 2020

A quase confirmada filiação de Edi da Farmácia no PSB – informação trazida com exclusividade aqui na coluna, semana passada -, traz mudanças para o cenário local. Em primeiro lugar, Edi aderiria a um partido declaradamente governista e seu pai, o ex-vereador Joel, teria certa estabilidade no cargo de gerente de Serviços Públicos. Em contrapartida, fica difícil imaginar que esse contexto conduza Edi a uma nova candidatura a prefeito em 2020. A jogada interessa à candidatura de Pepê Collaço (PP) a deputado estadual, pois tira um concorrente, já que Edi deve concorrer à Câmara dos Deputados, e PP e PT devem ter nomes da cidade, enquanto PMDB e PSDB podem definir seus representantes por aqui também.

Deixe uma resposta