fbpx

Fecam diz que o governo “barganha” por reformas

Presidida por Volnei Morastoni (PMDB), prefeito de Itajaí, a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) emitiu nota ofensiva com o governo federal. Reclamou do atraso no pagamento do Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) prometido em dezembro de 2017: “A União reiteradamente utiliza o AFM como meio de barganha com o objetivo de conseguir apoio para a aprovação de seus projetos de reformas. Esse recurso, que representa acréscimo de R$ 78 milhões para os cofres dos Municípios Catarinenses foi sancionado em março, mas não se tem perspectivas de chegar de fato aos municípios”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *