Farinheira: “O PDT me enrolou. Foi maldade”

Alguém do PDT se comprometeu que o senhor seria candidato a deputado federal?

Eles se comprometeram. O Tião (da Pedra, coordenador regional do partido) e o Rodrigo Minotto (deputado estadual) vieram na minha casa e, com testemunha, prometeram que eu poderia ser candidato a deputado federal. Chegaram a dizer que deixariam esse compromisso registrado em cartório, mas eu disse que não precisava, que eu confiaria na palavra deles. A palavra vale mais que um documento. E eles não cumpriram. Uma semana depois, fui a Florianópolis formalizar a minha filiação e comecei a me preparar para ser candidato.

Quando o senhor percebeu que não conseguiria?

No dia 6 de julho eu recebi um documento do partido atestando que eu seria candidato, para que eu solicitasse o meu afastamento do meu trabalho (na Superintendência do Ministério da Agricultura, em Florianópolis) para me desincompatibilizar. No dia da convenção, não me deixaram falar. Chamaram no palanque, mas não divulgaram e não colocaram no painel meu nome e nem o meu número. Perguntei qual a razão disso e me disseram que havia outro filiado querendo se candidatar, mas que minha candidatura estava garantida. Eu fiquei com um pé atrás.

E quando lhe informaram que não poderia concorrer?

Eles me pediram os documentos para o registro. Peguei as certidões no Fórum e na Receita Federal e levei em mãos à sede do partido, em Florianópolis. Eles conferiram tudo e disseram que enviariam ao TRE. Eles me enrolaram e me deixaram nessa angústia. Várias pessoas que queriam me apoiar também foram enroladas.

Por que o senhor acha que o partido não registrou a sua candidatura?

Eu acho que eles souberam que eu dei entrevistas em rádio dizendo que só seguiria a cartilha do partido no que fosse bom para o povo. Eles sabiam que eu tinha muita chance de me eleger. E me disseram que me tirariam da lista para cumprir a cota de mulheres. Isso é maldade e crueldade. Eles querem pessoas que falem a mesma língua deles, não a língua do povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar