Eduardo sinaliza dificuldade em repasses para os acessos

Em plena campanha para conquistar um mandato de governador após três experiências como vice – sendo que, em duas delas, assumindo o comando definitivamente nos últimos meses por renúncia do titular -, Eduardo Pinho Moreira deu uma entrevista importante a Matheus Aguiar e a Vera Mendonça na Rádio Bandeirantes, na manhã de ontem. Anunciou que falará amanhã, em coletiva, mais uma vez sobre as dificuldades financeiras do governo e sinalizou dificuldades em cumprir nos prazos estipulados os repasses para a conclusão das obras de acesso à BR-101. Eduardo falou em estes pagamentos não serem “na velocidade esperada” e não é difícil entender que eles acontecerem ou não vai depender da boa vontade de quem ganhar a eleição de outubro. O emedebista já deixou claro que não terá dificuldades em jogar em Raimundo Colombo a culpa por eventuais problemas financeiros. Vale lembrar que a assinatura deste convênio por Colombo colocou fogo na relação entre PSD e MDB, por beneficiar logo uma prefeitura comandada pelo PP, parceiro do projeto dissidente. Não soa estranho que o novo governador pense bem na hora de fazer cortes no orçamento, mas será que está preparado para deixar obras pela metade e pagar o preço político disso?

Deixe uma resposta