Direto ao ponto, com Pepê Collaço

A sua eleição para a Assembleia Legislativa é viável?

A questão não é minha eleição. O fato maior é Tubarão reconquistar o seu espaço na Assembleia e a Amurel aumentar a sua representatividade. A candidatura tem que ser encarada pela população como um projeto regional, que terá como resultado principal a vinda de mais recursos para a região. Diante disso e diante da força do Partido Progressista, tendo em vista a vaga ocupada por Joares Ponticelli por 16 anos na Assembleia, vejo uma eleição extremamente viável, desde que o cidadão tenha consciência de que seu voto precisa ser dado para pessoas daqui.

Como pretende lidar com Deka May, que também pretendia a indicação?

Deka é um grande amigo, desde antes de eu ou ele entrarmos para a política. E sempre nos tratamos com muito respeito. A decisão da minha candidatura foi do partido, que viu que o momento de discussão era esse, e não no ano que vem, para que pudéssemos lançar um projeto com chance e força. Vou trabalhar para que o Deka esteja junto na campanha, porque ele é um líder importante e uma pessoa do bem.

Como encara os confrontos com a bancada de oposição?

Pela experiência e formação que eu tenho dentro do parlamento, fico muito tranquilo com os trabalhos e colocações de qualquer vereador. Sempre disse, desde que assumi a presidência da Câmara, que todo vereador teria legitimidade para atuar na sua maior plenitude, respeitando sempre os seus direitos, independentemente de ser oposição ou situação. Oposição é saudável para o dia a dia do parlamento, desde que fique no campo das ideias e jamais vá para o lado pessoal. Lembro que as ações por mim tomadas estão longe de serem monocráticas, sempre delibero em plenário para que tenham a maior legitimidade possível, e respeito a contrariedade de qualquer vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *