Coletivo Pró-Educação

O grande legado que o projeto de lei denominado de Escola sem partido vai trazer para Tubarão é a criação do coletivo Pró-Educação. O grupo já existia informalmente e debatia questões ligadas ao ensino na região, mas institucionalizou-se no momento em que precisou reagir à proposta apresentada na Câmara de Vereadores de Tubarão, liderando o processo de debates que acabou por convencer a maior parte dos vereadores sobre a importância de não referendar uma agressão o trabalho desempenhado dentro das salas de aula. O coletivo já nasceu sob um intenso teste de unidade, já que os defensores do projeto adotaram a estratégia de desmobilizar os professores da rede privada, alegando que estes não seriam atingidos pelo teor da lei. A alegação virou combustível para que mesmo quem não estava na linha de tiro num primeiro momento compreendesse que o direito de exercer a atividade de professor é único e que todos seriam prejudicados caso houvesse a institucionalização de uma patrulha assistida dentro das escolas e colégios. O grupo segue se movimentando e propondo pautas para a discussão social da região, indo além de simplesmente reagir às ações de terceiros. Que sirva de exemplo para muitas outras categorias também busquem unidade e mobilização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *