Cinco deputados catarinenses votaram pela terceirização

Não é preciso repetir que a aprovação do projeto de lei que prevê a terceirização irrestrita de mão de obra é um duro golpe contra o direito dos trabalhadores. Férias, 13º salário e outros direitos conquistados a duras penas passam a ser opcionais ao empregador.

A meta é fazer o trabalhador aceitar qualquer coisa por medo de ficar sem emprego.

A Câmara dos Deputados aprovou a atrocidade esta noite, com o voto favorável de cinco deputados catarinenses:

  • Celso Maldaner (PMDB)
  • João Paulo Kleinubing (PSD)
  • Marco Tebaldi (PSDB)
  • Rogério Peninha Mendonça (PMDB)
  • Valdir Collatto (PMDB)

César Souza (PSD) se absteve.

Carmen Zanotto (PPS), Esperidião Amin (PP), Geovania de Sá (PSDB), João Rodrigues (PSD), Jorge Boeira (PP), Décio Lima (PT) e Pedro Uczai (PT) votaram contra.

Jorginho Mello (PR), Ronaldo Benedet (PMDB) e Mauro Mariani (PMDB) não compareceram à sessão.

Santa Catarina (SC)
Carmen Zanotto PPS Não
Celso Maldaner PMDB Sim
Cesar Souza PSD Abstenção
Décio Lima PT Não
Esperidião Amin PP Não
Geovania de Sá PSDB Não
João Paulo Kleinübing PSD Sim
João Rodrigues PSD Não
Jorge Boeira PP Não
Marco Tebaldi PSDB Sim
Pedro Uczai PT Não
Rogério Peninha Mendonça PMDB Sim
Valdir Colatto PMDB Sim
Total Santa Catarina: 13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar