Cancelamento de Moro em SC: história mal contada

O cancelamento da agenda de Moro em SC é uma história mal contada.

Primeiramente, havia a evidente crítica de que a República de Tubarão havia abandonado Tubarão. De fato, vindas de ministros eram fartamente noticiadas para Criciúma. Posteriormente, surgiu a notícia de que o ministro da Justiça Sérgio Moro passaria por Tubarão. No caminho para uma palestra em Criciúma.

Surpreendentemente, Moro foi parar no olho do debate político. Diálogos foram revelados pelo The Intercept Brasil e outros veículos de comunicação. De acordo com o material, ele interferiu no trabalho da acusação do ex-presidente Lula. Moro, desse modo, determinou a prisão do ex-presidente. Jair Bolsonaro então virou presidente e o nomeou ministro.

Cancelamento de Moro em SC

Com efeito, a agenda em Tubarão evidentemente seria desmarcada. Ainda mais depois da revelação de diversas investigações contra empresas da família do secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Lucas Esmeraldino. Fato noticiado logo após a revelação de que ele caiu da presidência estadual do PSL.

Primeiramente, o cancelamento da agenda foi justificado por uma passagem de Bolsonaro pelo Estado no mesmo dia. Posteriormente a coluna de hoje de Arilton Barreiros fala em viagem ao exterior do ministro.

Moro, vale lembrar, fez uma estranha passagem pelos Estados Unidos quando explodiu o escândalo de sua troca de mensagens com os procuradores da Lava Jato.

A razão do cancelamento

A impressão é de a usina de crises do governo federal chegou ao Estado. E que essa é a verdadeira razão para que a vinda de Moro fosse desmarcada. No momento em que Moro não está participando de agendas abertas, seria difícil imaginar que ele se exporia aqui em Tubarão. Ainda mais quando o partido do presidente e do governador também tem o que explicar.

A posse do deputado federal Fábio Schiochet como novo presidente do PSL em Santa Catarina deve ser o primeiro passo para a tentativa de superar a discussão. A substituição do secretário de Estado também já é especulada. Moro não viria no meio desse furacão, já tendo o seu próprio para administrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar