Câmara aprova criação, mudança e extinção de cargos comissionados

A sessão da Câmara de Vereadores que começou na segunda-feira e foi encerrada somente na tarde de ontem contou com a polêmica apreciação de dois projetos de lei apresentados pelo poder Executivo, os quais criam cargos comissionados de até segundo escalão. Os vereadores governistas alegaram a necessidade para melhorar a prestação de serviço, a oposição criticou o aumento de gasto com folha de pagamento. O resultado mostrou a superioridade da situação no plenário da Casa.

Cargos criados

Foram criados os cargos de gerente de:

  • Planejamento Orçamentário, na Secretaria de Gestão;
  • gestor-coordenador de Saneamento, diretor de Transporte e diretor de Obras e Manutenção, na secretaria de Infraestrutura;
  • gerente administrativo e chefe da Divisão de Alimentação Escolar, na Fundação de Educação;
  • assessor jurídico e assistente judiciário, na Procuradoria;
  • chefe de Divisão de Desenvolvimento e Valorização Rural, na secretaria de Desenvolvimento Econômico; e
  • diretor de Prevenção, Preparação e Resposta (em substituição ao chefe da Divisão de Prevenção, Preparação e Reposta), no gabinete do prefeito.

Cargos alterados e extintos

O cargo de gerente de Educação passa a ser chamado de gerente pedagógico. Foram extintos os cargos de coordenador de Planejamento Pedagógico e coordenador de Ensino e Políticas Educacionais, na Fundação de Educação.

Deixe uma resposta