Bolsa-Atleta agora também se estende aos paratletas

Na sessão extraordinária de segunda-feira, a Câmara de Tubarão aprovou um avanço importante para a política de valorização do esporte na cidade: incluiu a possibilidade de pagamento de Bolsa-Atleta aos competidores que obtiverem resultados expressivos nas competições de paradesporto, especialmente o ParaJasc. Além de estimular a prática esportiva e premiar o bom desempenho, o Bolsa-Atleta propicia que grandes vencedores no cenário estadual e até mesmo nacional prossigam competindo com a bandeira de Tubarão, resistindo a ofertas financeiras de outros municípios. O ganho não se reflete apenas no alto rendimento, já que a possibilidade concreta de ser remunerado por seus resultados estimula quem está começando e isso cria a cultura das escolinhas, que abraçam não apenas quem atingirá esse desempenho acima da média. A inclusão do paradesporto representa a ampliação desta política pública que atravessou governos e se solidificou no município. Representa também uma oportunidade de inclusão social a pessoas a quem o poder público mais falta.

Comissão de Análise

Em meio aos aplausos da aprovação do projeto de lei, o vereador Douglas Antunes (PMDB) alertou um prejuízo da nova lei. A Comissão de Análise do Programa Bolsa-Atleta Municipal tinha que ser obrigatoriamente composta por três membros da Fundação de Cultura e Esporte (hoje apenas Fundação de Esporte), um da Procuradoria e três de clubes e associações de esportes amadores. A nova redação permite que o prefeito nomeie quem bem entender. Um passo para trás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar