As ponderações de Pepê Collaço

A sessão extraordinária da Câmara de Vereadores que acabou por não deliberar as contas de 2014 da prefeitura de Tubarão naturalmente dividiu opiniões, e o presidente do Legislativo, Pepê Collaço, fez algumas ponderações sobre comentários publicados aqui. A começar pela ausência de parecer da Comissão de Finanças. Ainda que seus membros discutam os encaminhamentos dados ao pedido de reapreciação aprovado pelo plenário em março, de fato eles foram notificados das decisões tomadas e, claro, a eles cabia a elaboração do parecer – e não ao presidente da Câmara. Também há de se destacar que, com relação às contas de 2011 do município que foram aprovadas pela Câmara, apesar do indicativo de rejeição do Tribunal de Contas, a responsabilidade legal recai apenas sobre o prefeito, e na época ele era apenas vice-prefeito – as únicas contas pelas quais ele responde são as de 2012, quando assumiu o comando do Executivo, e estas tiveram indicativo de aprovação do TCE. Informações que não divergem do que foi publicado, mas que não custa reforçar, em benefício do bom debate de ideias.

Deixe uma resposta