Amurel perderá sete médicos com a saída de Cuba do Mais Médicos

O rompimento do acordo que viabilizou a atuação de mais de 8 mil médicos cubanos no Brasil vai ter impacto na Amurel. Levantamento publicado pelo Diário Catarinense mostra que são sete profissionais que atual hoje em municípios da Amurel:

  • 2 em Jaguaruna;
  • 1 em Pedras Grandes;
  • 1 em Pescaria Brava;
  • 1 em Braço do Norte;
  • 1 em Armazém;
  • 1 em Rio Fortuna.

Em Santa Catarina, são 250 médicos cubanos atuando em 140 municípios – destes, em 91 havia apenas um médico, que era cubano.

A situação se justifica porque os médicos cubanos aceitam trabalhar em locais em que não há profissionais interessados em atuar, como municípios isolados e aldeias indígenas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *