Aliança com o PR pode viabilizar eleição de deputados do PSL

Presidido pelo tubaronense Lucas Esmeraldino, o PSL de Santa Catarina começou a compor a sua chapa no fim do prazo fatal de filiações. A busca pela composição da chapa teve pouco tempo, mas o partido tem um trunfo: a possibilidade de coligação com o PR, do deputado federal Jorginho Mello, pré-candidato ao governo. Mello acredita que o senador do seu partido, Magno Malta (ES), será o vice na chapa liderada por Jair Bolsonaro (PSL), o que levaria a uma reedição em Santa Catarina. Jorginho concorreria ao governo catarinense com o apoio de Bolsonaro e a candidatura de Lucas ao Senado. O PR tem uma vasta chapa de candidatos a deputado estadual e federal, tanto que conquistou uma vaga na Câmara dos Deputados e duas na Assembleia Legislativa em 2014 sem coligações na proporcional. A meta é juntar esse potencial aos nomes elencados pelo PSL e ampliar a participação no parlamento, apostando no apoio a Bolsonaro para viabilizar a corrida à majoritária de Jorginho Mello.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *