ADR impede devolução de recurso para reforma da Ceasa

Orçada em mais de R$ 330 mil, a reforma da Central de Abastecimento (Ceasa) de Tubarão esteve por um fio. Após diversos entraves, como nada menos que quatro pedidos de impugnação por concorrentes do processo licitatório, a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Tubarão viu o prazo do convênio com o governo federal se aproximar do fim sem que o objeto fosse finalizado. Iniciou-se, então, uma força-tarefa para buscar a prorrogação, no que talvez tenha constituído a primeira grande missão do secretário Ricardo Medeiros, à frente da ADR de Tubarão. Deputados de diversos partidos foram convocados a sustentar a argumentação de que de fato não havia sido possível concluir o convênio a tempo e, principalmente, explicar a falta que a estrutura da Ceasa está fazendo aos agricultores da região, que perderam boa parte da estrutura com o vendaval de outubro de 2016. Para alívio geral, a prorrogação por 60 dias saiu e o risco de devolução do recurso está afastado.

Deixe uma resposta