A situação da rodoviária de Tubarão

Nos últimos dias Tubarão tem visto uma discussão intensa acerca da situação do seu terminal rodoviário. A estrutura é administrada pela F. Silva, uma empresa privada, através de uma concessão de 25 anos concedida em 1999 – portanto, restando sete anos para se encerrar o contrato. Por parte de locatários dos espaços (empresas de transporte de passageiros, lojas e lanchonetes), há uma série de reclamações, que passam da conservação da estrutura física do terminal até uma suposta falta de prestação de contas quanto à administração do condomínio – o que inclui a exploração de espaços de publicidade no local. Qualquer discussão quanto ao uso do local interessa muito a todos nós, pois é um espaço público que está sendo administrado por uma empresa privada com o compromisso de prestar o melhor serviço ao cidadão. Há também queixas quanto ao fato de não haver mais a possibilidade de uso de banheiro gratuito, por exemplo – questões que impactam diretamente no dia a dia de quem usa a rodoviária. José Júlio Araújo Silva, da F. Silva, garante que o espaço é adequadamente conservado e que alguns problemas recentes, como a existência de algumas goteiras, são decorrências do vendaval que atingiu a cidade em outubro e estão sendo resolvidos. Garante ainda que toda a arrecadação e as despesas são detalhadas aos condôminos, que inclusive assinam os balanços. Representantes da prefeitura irão ao local amanhã, sob a coordenação de Laércio Menegaz, chefe de gabinete do prefeito Joares Ponticelli, para emitir um parecer – ele será acompanhado por um engenheiro, que fará laudos sobre a situação estrutural do prédio. Uma situação que precisa ser apurada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar