A decisão de Amin é um caminho sem volta?

O deputado federal e ex-governador Esperidiâo Amin (PP) anunciou ontem a Gelson Merisio (PSD) que será candidato a governador, tendo João Paulo Kleinubing (DEM) como vice. Não é razoável imaginar que seja um blefe, pois seria desmoralizante para todos. Resta saber se as pressões lideradas pelo prefeito de Criciúma Clésio Salvaro serão suficientes para que o PSDB também opte pela aliança – talvez até indicando Paulo Bauer e Napoleão Bernardes como candidatos ao Senado. As convenções do PP (no sábado) e do PSDB (no domingo) dirão muito sobre o quadro eleitoral deste ano.

A decisão do PSDB

Se optar por montar uma chapa pura, o PSDB terá Paulo Bauer concorrendo ao governo e Napoleão Bernardes ao Senado. A vaga de vice provavelmente ficaria com Geovania de Sá e o partido pode optar por não lançar outro concorrente a senador, por estratégia e por falta de nomes de peso dispostos a encarar a disputa.

Vaga em aberto

Se o PSD ficar mesmo sem o apoio do PP e de qualquer outro partido de grande porte, fica a dúvida de como comporia a segunda vaga para a disputa do Senado. A vaga de candidato a vice-governador provavelmente seria preenchida por Ninfo König (PSB). Um candidato ao Senado seria Raimundo Colombo (PSD). E o segundo? Paulinho Bornhausen (PSB) é uma opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mande sua mensagem por WhatsApp
Enviar