Fora do governo, Colombo ainda sonha com o Fundam

O Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) foi uma das marcas positivas deste segundo mandato de Raimundo Colombo á frente do governo do Estado. O Estado obteve um financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) em 2015 e repassou os valores diretamente aos municípios, atendendo a dois critérios básicos: uma parte do valor proporcional à população e outra, de acordo com as indicações dos deputados estaduais (na prática, emendas). Ninguém ficou de fora e quem tem mais representação política ganhou mais. Em Tubarão, duas obras importantes foram proporcionadas pelo programa: o prolongamento da avenida Marcolino Martins Cabral e a pavimentação da Marechal Deodoro, que liga o Fábio Silva á BR-101. Mesmo fora do posto de governador, Colombo ainda busca efetivar mais uma versão do Fundam, custeado pelo próprio BNDES ou pela Caixa Econômica Federal. Na Amurel, o objetivo é que todos os municípios destinem seus recursos para a construção de uma usina de asfalto que atenda a toda a região e barateia consideravelmente os custos das prefeituras em pavimentações e reparos.

Deixe uma resposta